segunda-feira, 5 de maio de 2008

Carta aberta a Luisão

Luisão: «Estou farto de me esforçar e sair a ouvir vaias»
Central desiludido com a reacção dos adeptos equaciona deixar a Luz

"Fico chateado pois estou farto de me esforçar e sair a ouvir vaias. Agora, só estou concentrado em ganhar o último jogo mas, no final da temporada, vou ver as opções com a direcção... Se houver uma boa solução para as duas partes vamos analisá-la", refere o brasileiro.

Caro Luisão,

O senhor está farto de ouvir vaias e nós, adeptos, estamos fartos da vossa incompetência. Tem consciência que frente aos primeiros da bwin Liga - refiro-me a FC Porto, Sporting e Vitórias - apenas venceram uma partida, por sinal em Guimarães? Sabem há quanto tempo não vencem um clássico? Foi no dia 1 de Dezembro de 2006: vitória em Alvalade, por 2-0. E sabe quando foi a última alegria caseira? Foi no dia 26 de Fevereiro: vitória 1-0, frente ao FC Porto, com golo de Laurent Robert. Portanto, read my lips: há mais de 2 anos que não conseguem vencer os principais rivais no Estádio da Luz.
Falemos da presente temporada. Temos razões para sorrir? Fomos eliminados, prematuramente, na Carlsberg Cup e na Taça de Portugal o desfecho foi humilhante. Também a Uefa Cup não apresenta motivos para nos orgulharmos e o actual 4.º lugar só vem confirmar o desastre desta época. Volto a repetir: se o senhor está farto de ouvir vaias, nós estamos fartos do vosso rendimento e, pior, da vossa atitude.
Quero-lhe dizer o seguinte: não sou ingrato, senhor Luisão. Não esqueço o desempenho que teve noutras épocas e irei sempre agradecer-lhe aquela cabeçada decisiva que nos garantiu o título, onze anos depois. Obviamente que a conquista em 2004/05 não passou só por si, mas o seu papel revelou-se fundamental.
Agora, claro que o meu azedume é notório. No entanto, não pretendo acusá-lo de todos os problemas do Sport Lisboa e Benfica. O descalabro tem rosto próprio, bigode e não me estou a referir a Chalana. O que o senhor Luisão tem de compreender é que não está acima da equipa. As vaias não foram exclusivas para si, mas antes orientadas para o colectivo, percebeu? Ainda assim...e se fossem? Quando se trata de apontar o dedo a um colega de equipa - Katsouranis - não lhe vimos qualquer tipo de remorso. Teve azar, porque o grego não baixou a cabeça e reagiu ao seu mau temperamento. É muito mais confortável refilar e criticar, certo? Contudo, quando se dá o efeito boomerang, o senhor já não gosta, faz birra e ameaça ir-se embora.
Em meu entender, o senhor é um defesa central acima da média, mas longe de ser brilhante. Sabe porquê? Porque as suas qualidades esgotam-se no carácter de liderança e no à-vontade em actuar num bloco médio-baixo, graças à facilidade do seu bom jogo aéreo. Porém, quando toca a jogar com a linha defensiva subida, o senhor mostra dificuldades em acompanhar os contra-ataques adversários. Velocidade não é o seu forte. Sair a jogar também não, porque abusa constantemente do passe longo, prejudicando os movimentos de transição. Na marcação, deixa a desejar: é pouco ágil e facilmente ultrapassável. Weldon, do Belenenses, que o diga. E, não é caso isolado. Em suma, o senhor não é um central de topo e duvido que consiga melhor que o 8.º classificado da Premier League.
Olhe, sabe o que lhe digo? O seu tempo no Glorioso está a chegar ao fim. Agradecemos tudo o que nos ofereceu, mas já estamos cansados de ouvir os seus queixumes, semana após semana. Já não há paciência para esta direcção e este plantel. O senhor não é excepção. Por isso, de uma vez por todas, faça um favor a si mesmo: vá beber o seu (mau) vinho para outro lado.

11 comentários:

dissidentex disse...

Catenaccio: exactamente.

Este jogador é um jogador que tem que sair.

É um jogador que pensa que é muito melhor do que aquilo que é.

E a falta de atitude desta equipa exemplificada pelas declarações deste jogador é péssima.

Tendo que ganhar ao Estrela da amadora, uma equipa muito mais fraca, com jogadores com salários em atraso que ganham muito menos do que os astros do Benfica, no fim ainda aprece um astro a dizer uma destas...
Ora batatas...

Este jogador tem que sair, katsouranis tem que sair,porque está contrariado, Nelson tem que sair.
Pelo menos estes 3.

Paulo Santos disse...

Sai tudo, para o ano o Benfica joga com os juniores e mais 3 astros contratados com o fundo do comendador...

Batatas digo eu. Apre!!!!!!!!

dissidentex disse...

Paulo santos:
é melhor termos um jogador contrariado,(katsouranis) outro a produzir declarações destas a cada dois meses (Luisão) e um lateral direito (Nélson) que é um dos jogadores mais estúpidos que já se viu jogar?

Isto numa defesa que é um passador?

Parece óbvio que os problemas são na defesa e que há que mudar de personagens.

Paulo Santos disse...

dissidentex, já se concluiu há muito tempo, mais ainda com a evolução táctica que o jogo teve nos últimos anos, que os problemas defensivos de uma equipa não se restringem aos jogadores que actuam nesse sector. Numa equipa que nunca o foi durante uma época inteira, é muito difícil sobressair a valia de qualquer individualidade, seja ela qual for.

As excepções são os foras de série, como Rui Costa.

Concordo com a análise que fazes do Nélson. De facto é dos jogadores que menos utiliza o cérebro quando joga. Mas o que também penso é que há jogadores (Luisão é claramente um deles) que estão a pagar a factura de uma planificação de época digna de um clube envolvido nas competições distritais. E se o plantel vai ser quase todo alterado, então o Benfica vai ter ainda muito que penar até atingir a estabilidade necessária para que possa ombrear com os rivais que neste momento estão muito mais à frente nesse aspecto.

dissidentex disse...

Paulo:
o meu ponto é o seguinte.

Eu concordo que não são só alguns jogadores ou um jogador que faz uma defesa ou o meio campo ou o ataque, salvo muitas raras excepções (:exC.Ronaldo.)

Agora o problema relativamente à defesa parece-me ser de outro nível, ou seja, estes personagens estão gastos na equipa e tem que sair.

Digo isto porque não é possível que o Luisão continue a achar passado este tempo todo que é um super central e que tem direito a lacrimejar e choramingar mais a mais depois de nos últimos 2 meses ter feito algumas asneiras do tamanho de uma casa.
(A análise do catenaccio é certeira; jogando mais defensivamente o tipo parece uma coisa, com a equipa mais estendida parece outra...para pior)

Aparte a factura da planificação que foi fraca - isso é verdade - mesmo assim os jogadores deveriam ter rendido mais e não renderam.

E foi porque não quiseram.

E é acima de tudo a falta de atitude que chateia naqueles jogadores.

O Nelson é um jogador que detesto.
É idiota a jogar, e só tem peneiras e arrogância na forma como se comporta e como joga.

Atenção que também sou contra as alterações profundas.

Para mim só saiam 5/6 jogadores.

Mas na defesa tem que ser feito algo a nível de jogadores.
Sem o David Luís disponível os problemas avolumam-se.

E na planificação da época tem que entrar algo mais do que só tácticas e treinos, mas também regras de comunicação para fora por parte do clube e interna do clube para dentro de si.

E o clube tem que ter mais jogadores portugueses.

Começo um pouco a estar farto de tantos jogadores estrangeiros que nada sabem da mística do clube nem lutam com o mesmo empenho.

No que ao Luisão diz respeito, penso que o jogador quer sair e deve ser deixado sair. Por um preço alto, mas deve ser deixado sair.

Mas repito: não mais do que 5/6 saídas de jogadores.

E ter uma conversinha com o Petit/nuno gomes dizendo-lhes que a selecção acabou porque os jogadores não tem físico para aguentar tantos jogos, nem viagens.

De que resultam lesões mal curadas e falta de forma.

apenasfutebol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
apenasfutebol disse...

Dissidentex:

A planificação não foi fraca, foi nula. E enquanto o futebol for um desporto colectivo, não há jogadores que rendam sem uma estrutura minimamente planeada que os sutente. Um modelo de jogo, com jogadores contratados à medida desse modelo, entre outras coisas.


"(A análise do catenaccio é certeira; jogando mais defensivamente o tipo parece uma coisa, com a equipa mais estendida parece outra...para pior)"


Sim, mas uma equipa não tem que ter dois centrais de qualidade técnica e velocidade que saibam sair a jogar. Luisão não tem esses atributos, tem outros que complementam esses, que por exemplo, David Luiz tem. Pôr em causa o valor de Luisão, tendo como base esta anedótica época, não me parece bem. Passou-se uma borracha pelos desempenhos nas épocas 2004/2005 e 2005/2006 do central brasileiro...

Quanto à planificação ter que incluir outros aspectos, para além de tácticas e treinos, plenamente de acordo. Esses que dizes e muitos mais que nem cabem aqui neste quadradinho, tamanha é a desorientação que, infelizmente, por ali reina.

Quanto às saídas, temo que sejam mais que 5/6. E se assim for, não há vedetas que melhorem mais uma previsível época de insucesso. A não ser que no Porto e Sporting também haja revoluções, o que duvido, sobretudo no cado do Porto.

Catenaccio disse...

Antes de mais, obrigado pelos vossos comentários.

Em relação ao Luisão, eu não critiquei o rendimento desportivo, mas sim o seu comportamento fora e dentro do campo.

Obviamente, não esqueço os desempenhos passados e sei que temos um central de valor, apesar de não considerar que seja um defesa brilhante, para uma equipa de topo. Pelas razões que apontei.

Actualmente, aos centrais não basta ter sentido posicional e bom jogo aéreo. Exige-se agilidade, velocidade e desarme. Pelo menos, numa equipa que queira praticar um futebol mais dominador, com a linha defensiva subida.

A meu ver, é até uma das razões para a fraca performance, nos jogos caseiros: o Benfica apresenta ENORMES dificuldades para jogar em ataque continuado, precisamente porque os sectores não conseguem estar ligados. Não conseguem pressionar como um bloco. Se o fizerem, corre-se o risco de o espaço (metros) nas costas, ficar à mercê de avançados rápidos.

Claro que o Benfica não tem culpa da lesão do David Luíz, mas há que pensar no modelo de jogo, na forma como os adversários encaram os jogos na Luz e entender que é quase prioritário ter uma defesa rápida na transição defensiva.

Quanto ao número de jogadores que entra e sai, seria caso para ver um a um. Situação a situação. Mas, é uma falsa questão - um mito - ver um problema no facto de saírem 10, 11, 12 ou mais jogadores. O importante é (tentar) manter os melhores e, dentro deles, reunir 2 ou 3 que transmitam a mística e tenham largos anos de experiência com a camisola do Benfica.

Ainda sobre este assunto, não me lembro de ouvir/ler o José Mourinho queixar-se de não conhecer ninguém, quando chegou ao Chelsea. Ou o Co Adriaanse. O Lyon é 7 vezes campeão e também faz revoluções, mas graduais. O "Special One" já afirmou que isso não é o mais importante, pois desculpas de assimilação de automatismos, entrosamento e mecanização de princípios é, apenas, e tão só, consequência de mau treino.

Cumprimentos.

Paulo Santos disse...

Ricardo (posso tratar-te assim?), eu sei que não criticaste o rendimento em campo do Luisão, o que acontece é que, muita gente por cauda de uma época mal sucedida em termos colectivos, por causa da cena com o Katso em que eu também acho que o brasileiro não esteve nada bem, e por causa de um lance infeliz que acontece aos melhores (vide R.Carvalho no Chelsea-Manchester United), está tudo a desancar o rapaz.

Concordo plenamente com a apreciação que fazes do jogador em termos técnicos e tácticos. No entanto eu não considero que para jogar como referes, os dois centrais tenham que ser ambos tecnicistas, ágeis e velozes (porque no corte e antecipação Luisão é bom, acrescentando o sentido posicional e o jogo aéreo). Mas isto é apenas a minha opinião. Naturalmente que aceito a tua que é aliás a de muita gente.

Já quanto às saídas e entradas, aí é que não concordo em absoluto. Penso que para se estabilizar quer um modelo de jogo, quer um espírito de equipa é necessário não haver autênticas revoluções época após época.

Doss exemplos que dás, Mourinhos há poucos e de qualquer maneira, não é bem a mesma coisa. O treinador não conhecer os jogadores ou estes não se conhecerem entre si. Quanto ao Lyon, tal como tu próprio referes, são "revoluções graduais" e não súbitas, sistemáticas e disparatadas como aquela que se muitos estão a advogar para o Benfica, e que infelizmente, me parece que vai suceder...

Grande abraço


PS: Vais à Luz no próximo domingo? Se fores podíamos combinar uma cervejinha antes do jogo.

Catenaccio disse...

Vou à Luz, sim. Mal seria se não me fosse despedir do Rui Costa. Levo é companhia, já sabes. Mas pode-se sempre combinar qualquer coisa...

dissidentex disse...

Apenas futebol(e catenaccio/paulo):

as duas primeiras épocas do Luisão foram melhores devido ao esquema táctico( mais defensivo) e também porque o jogador, parece-me, estava mais motivado-muito mais motivado.

Agora não está.
Penso que é por isso que deveria ir embora.
Acho que o "coração do jogador" não está ali.

Quanto às saidas/entradas, devem ser 5/6, não mais.

E não quero vedetas: apenas tipos que saibam jogar à bola.

Vedetas já dei...para esse peditório.

E quanto ao modelo de jogo sou contra a história dos dois avançados.

Não temos jogadores para isso.