sexta-feira, 22 de maio de 2009

A tragédia benfiquista

Começo por pedir desculpa a todos os leitores pela menor actividade aqui depositada. Porém, nos últimos tempos, não abunda a disponibilidade para escrever algo mais denso e profundo. Pelo menos, não da forma a que estou habituado, perseguindo critérios mínimos de qualidade. No entanto, não estou completamente afastado: podem sempre encontrar-me no 'twitter', através do consumo rápido (troca de comentários) proporcionado por 140 caracteres.

Posto isto, para variar, vou citar um artigo de opinião escrito por António Gomes Mota, Professor na ISCTE Business School. Trata-se, sem dúvida, de um dos textos mais certeiro, lúcido e rigoroso, que tenho lido sobre a realidade benfiquista actual. Sem pestanejar, subscrevo palavra por palavra. Aconselho a leitura:

A tragédia benfiquista

"Sou sócio há mais de 35 anos do Benfica e a minha mulher e as minhas duas filhas desde o dia em que nasceram.

Há, portanto, neste tema uma carga emocional familiar que dificulta o distanciamento e a objectividade. Ainda assim, enquanto professor de gestão, irei tentar olhar o meu clube como um caso que nos possa ensinar alguma coisa.

Creio que a métrica de valor da indústria do futebol é relativamente simples: as receitas directamente derivadas do espectáculo (bilheteira, televisão), as derivadas da marca ("sponsorização", 'merchandising') e da valorização dos activos (jogadores). Todas elas, em maior ou menor grau dependem da ‘performance' da equipa de futebol e em dois planos: o conjuntural (época em curso), que afecta a bilheteira e a maior ou menor valorização dos activos e o estrutural (conjunto de 'performances' ao longo dos anos) que afecta os restantes items e que no longo prazo cria as condições para o sucesso empresarial. Retenhamos o segundo plano, já que o da conjuntura dispensa adjectivos e apenas suscita dor e tristeza. Desde que a actual gestão tomou conta do clube o panorama é aterrador. Deserto de títulos e apenas pontuais sinais de se lá chegar (no campo dos resultados e não das intenções).

A gestão do clube, quando iniciou funções, tinha pela frente a mais desafiante das situações empresariais: concretizar um 'turnaround' a uma "empresa" quase falida, mas com capacidade de ter sucesso na sua indústria. E trabalhou bem: ofereceu credibilidade aos credores e demais 'stakeholders', negociou passivos, animou e desenvolveu novas canais de receitas, racionalizou custos, profissionalizou mais o negócio. Até foi capaz de construir um novo palco. Isto é, fez tudo que era possível fazer independentemente da melhoria da sua posição competitiva na indústria. Mas para que o 'turnaround' tenha sucesso, há essa segunda fase, a da 'performance' no seu negócio, ou seja, ganhar mais vezes. E aí a gestão falhou redondamente. Não houve competência para responder a esta segunda parte do desafio. E quando assim é, nas empresas acontece uma de duas coisas: a gestão dignamente reconhece e dá lugar a outra ou, menos dignamente, apenas os accionistas o reconhece e substituem-na em conformidade. Infelizmente, no Benfica não parece ir acontecer nem uma coisa nem outra. Mas temos uma consolação: está prestes a iniciar-se o campeonato em que já alcançámos o penta, o campeonato de verão: durante 3 meses vamos vencer o número de primeiras páginas, com os inúmeros treinadores e jogadores que estão para vir e que já não vêm. Pena é que essas páginas não sejam a principal fonte de valorização do negócio: se assim fosse já nem precisaríamos de entrar em campo em Agosto".

http://economico.sapo.pt/noticias/a-tragedia-benfiquista_10945.html

5 comentários:

JFC disse...

Esta opiniao do Antonio gomes Mota é aquilo que eu, sem as obvias consideraçoes economicistas, penso sobre a gestão LFV. A primeira fase do mandato é boa, pois consegue dar alguma credibilidade à instituiçao Sport Lisboa e Benfica. O problema, porém, tem sido consolidar as bases que foram lançadas. A verdade é que apesar de um investimento brutal na equipa, ainda me lembro quando o Benfica nao conseguia pagar 2 milhoes de euros por um lateral esquerdo, nao foi o suficiente para o Benfica fazer o take-off rumo ao lugar que é seu por direito: o primeiro lugar. No meio de tanta capa de jornal, até o Sporting neste momento fica à nossa frente. E patetico..

Receio que esta fase seja mais "reset" do Benfica e que para os proximos "idos de Maio" estaremos a apresentar novo treinador

aguiaR disse...

como e facil dizer disparates como e facil dizer asneiras ! tanto asno na economia que o MUNDO esta de tanga porquê ..
passo a explicar o meu pensamento.
o S.L.BENFICA não e nem nunca foi um clube de só futebol ! NUNCA foi nem e um clube da PROPAGANDA foi sempre um clube do povo E SERA do POVO SEMPRE ...
E ver a OBRA FEITA por este MONSTRO que se CHAMA sr luis filipe vieira QUER queiram QUER não os BUTRES de dentro e fora fora do clube, tem muito que aprender ou sera INVEJA !!!

NUM PAIS DE GENTE SERIA O FUTEBOL PORTUGUES LEVAVA TAL MACHADADA NO POLVO QUE O LUGAR CERTO DE ALGUNS GATUNOS, LADRÕES BANDIDOS ERA NA XOÇA ,esse economista esqueceu-se disso
MAS COMO OS ILUMINADOS SÓ SERVEM PARA DIZER MAL ,EM VEZ DE DIZER OS ROUBOS QUE FIZERAM SEMPRE AO BENFICA ,POIS QUANDO GANHA E SEMPRE ROUBADO OS OUTROS GANHAM SEMPRE COM HONESTIDADE bastas ver o filme dos jogos que esta tudoi dito QUANDO OS astros da economia se metem no futebol da destas coisas INVEJA ao outro por ter sido muito melhor e sem canado .
Ficome por aqui pois tinha muito mais ,mas ..

RSA disse...

Tudo muito bonito... mas não é o BENFICa que compra e vende jogadores até porque se não for o GLORIOSO os jornais já tinham fechado, também não é culpa do BENFICA que a festa do "tetra" não tivesse audiência e que por isso se promovam candidatos a candidatos.
O futebol não está a ganhar ? Certo mas todos sabemos as razões, só um pormenor nas modalidades ficámos em todas nos 4 primeiros lugares e podemos ser campeões de Futsal Andebol Basquete isso é mau?
Mais andam histéricos com uma caixa de fosforos com um nome de animal que não existe qundo o Benfica já têm 2 PAVILHÔES há cerca de 5 ANOS por isso ...
Enquanto não houver justiça em Portugal este País vai ser sempre dos mesmos, seja no futebol seja na politica

A.Saraiva disse...

Caros

Informação fidedigna e de hoje. Neste momento, o departamento responsável pela organização de actos eleitorais no Benfica tem, encomendado pela direcção, um denominado "projecto eleições" que deverá ser testado na próxima semana.

Vamos para eleições antecipadas. Daí, talvez, toda esta indecisão em relação ao treinador.

João Almeida disse...

" A tragédia Benfiquista"

Pode ser a médio prazo a tragédia económica de alguns grupos empresariais em Portugal. Isso sim pode vir a acontecer. a Olivedesportos, a Cofina, a Mediacapital e outros sim, estão a ver que a partir de 2013 tudo pode mudar na distribuição deste pequeno mercado, e isso sim será a tragédia para alguns.

Sim LFV tem tido dificuldade em consolidar, mas essas dificuldades têm sido acrescidas pelo trabalho realizado na sombra, por aqueles que vêm o seu futuro bastante sombrio. O resto é só areia para os olhos deste povo que por acidente ficou posicionado geograficamente uns quilometros acima de onde devia ter ficado.(mais para sul).

Já agora digo o seguinte:

A ignorância é muito atrevida.

Saudações BENFIQUISTAS.