sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Software táctico/treino

No início da época corrente, foi divulgada a notícia de que o Benfica tinha adquirido o sistema "Datatrax", software tático e de treino que permite aceder a toda uma panóplia de estatísticas sobre os jogadores e a equipa no seu todo. O referido sistema é, neste momento, a mais avançada plataforma para análise, em tempo real, de todos os elementos móveis nas quatro linhas e combina diferentes técnicas. Quique Flores poderá atestar elementos importantes, como o entrosamento dos jogadores, da equipa ou adversários, e confirmar com acuidade a frescura física dos seus comandados e oponentes.

Como seria de esperar, o clube português não detém utilização exclusiva deste tipo de ferramenta e variadíssimos treinadores de topo não prescindem das vantagens proporcionadas por estas modernas soluções. Refira-se, a título de exemplo, o produto Amisco Pro, da Sport Universal Process, ao serviço de clubes como o Bayer Leverkusen, o Chelsea, o Liverpool, o Real de Madrid, o Valência, o Olympique de Lyon, entre outros.

Após um trabalho de pesquisa sobre a utilização dos meios tecnológicos existentes, gostaria de partilhar, com os leitores, muita da informação encontrada.

Amisco Pro












Criado por: Antoine David (Sport Universal Process)
Utilizado por: Bayer Leverkusen, SC Freiburg, Hamburger SV, VfL Wolfsburg, Waldhof Mannheim e FSV Lu Oggersheim (Alemanha); Chelsea FC, Liverpool FC, Manchester United, Aston Villa FC, Portsmouth FC, Manchester City, Tottenham Hotspur e Newcastle United (Inglaterra); Real Madrid, Valência CF, Real Valladolid, RRC Santander, Real Sociedad, Espanyol Barcelona, Deportivo Aláves, Villarreal CF, CA Osasuna, Real Mallorca, AC Bilbao, Atlético Madrid e Real Múrcia CF (Espanha); e Olympique Lyonnais, Olympique de Marseille, FC Nates Atlantique, AS Saint Etiénne, OGC Nice, FC Sochaux, Le Mans UC 72, AS Nancy Lorraine, ES Troyes AC e SC Bastia (França).
Detalhes: 6 to 8 sensor tracking system provides 2-D representation of the whole match, tactical and fitness data.
Preço: desconhecido
Arquivo:
06/06/06: Amisco system tested at Champions League final
07/12/06: Amisco users are very successful in the UEFA Champions League

ProZone













Criado por: Neil Ramsay, Ram Mylvaganam, Frederic de Graca
Utilizado por: Arsenal, Blackburn, Bolton, Charlton, Everton, Middlesbrough, Watford, West Ham, Wigan (Inglaterra); e, muito recentemente, Dínamo de Zagreb (Croácia).
Detalhes: 8 to 12 sensors within a stadium capture positional data every 0.1 seconds which can be analysed within 24 hours.
Preço: c £200,000 per season
Arquivo:
09/08/05: Profile of ProZone founders (Yorkshire Post)
27/10/05: Computerised revolution in football tactics (The Independent)
19/08/06: ProZone: do not exceed stated dose and keep out of the reach of children (The Times)

DatatraX












Criado por: Neil Ramsay (Performance Group International)
Utilizado por: Reading (e, mais recentemente, adquirido pelo Sport Lisboa e Benfica)
Detalhes: 3-D digital image analysis relayed to laptop computers in real-time.
Preço: desconhecido
Arquivo:
28/03/06: Royals move into the realms of virtual reality (Guardian)
29/05/06: Demonstration at England B international
Datatrax presentation

Sabendo que Quique Flores é um técnico estudioso e metódico, a questão central, dirigida aos leitores, é a seguinte: qual a verdadeira importância destes meios tecnológicos ao serviço de um desporto de alta competição? Representa uma mais-valia ou é, apenas, um auxiliar de diagnóstico da performance da equipa?

3 comentários:

micaman disse...

O Benfica a apostar em algo de jeito? Estou admirado!

Nuno disse...

"Representa uma mais-valia ou é, apenas, um auxiliar de diagnóstico da performance da equipa?"

Eu acho que pode ser uma mais-valia, mas depende sempre da forma como as pessoas que recebem os dados os interpretam. Saber que um determinado jogador correu mais que outro é, por exemplo, completamente inútil. Quem der importância a este tipo de dados, sem o cruzar com outros, não fará um bom trabalho. Creio que um software destes pode ajudar a perceber as deficiências e as necessidades de uma equipa, mas está sempre dependente da astúcia e da inteligência daquele que recebe os dados e os interpreta.

Um Abraço!

Pedro Moreira disse...

Claro que, dependendo da qualidade do software - existem alguns no mercado e não serão todos iguais -, como qualquer outra ferramenta de análise, a sua utilidade final depende do seu bom ou mau uso. Á partida é sempre uma mais-valia. Agora uma coisa mostra. Quique parece ser mais sofisticado do que os outros que têm passado pelo Benfica o que para mim não é de se desprezar.