quinta-feira, 23 de julho de 2009

Apresentação Oficial 2009/2010 (Benfica 1-2 Atl. Madrid)

Altura para umas breves palavras sobre a Apresentação Oficial 2009/10. Para começar, que tal rever a galeria de fotos?

Já tinha saudades de uma partida na Luz. Pelos número oficiais, cerca de 57.461 outros benfiquistas tiveram o mesmo sentimento. Antes do jogo, ainda deu para trocar 'dois dedos de conversa' com o João Gonçalves - aproveito para publicitar o seu novo espaço, Red Pass - partindo, rapidamente, para o centro de todas as emoções. Apreciei a cerimónia e fiquei satisfeito por observar uma moldura humana bem considerável. Apenas um lamento: mais uma vez, quando a bola começa a rolar, são só 2 ou 3 sectores a puxar pela equipa e a transmitir algum 'colorido' às bancadas. Há alturas em que o Estádio parece um túmulo e chego a ter saudades da 'velhinha' Luz. Mas, isso é assunto para um outro post.

Quanto ao jogo em si, confesso que fiquei exasperado com o penalty (será que vai ser assim durante a época?) e ligeiramente defraudado com a exibição, mesmo reconhecendo que o resultado teve mais influência nesse amargo de boca. De qualquer modo, em comparação com a época anterior, os indicadores são positivos e as perspectivas mais animadoras. É verdade que será cedo para retirar demasiadas conclusões, em face das inúmeras substituições e dos novos jogadores que acabaram de chegar. Como disse um amigo meu: "calma, é só um jogo amigável".

Contudo, até ao momento, ainda não passam de meros sinais para a temporada que se avizinha. Confesso que ainda não vislumbrei um 'fio de jogo' solidificado e desconfio de algumas opiniões mais optimistas: ao contrário do que se possa pensar, a concorrência mantém-se apertada e o Benfica vai mesmo ter de jogar o dobro. Aliás, não me canso de pedir a máxima exigência, pois só a passagem para um patamar exibicional superior trará os sucessos que todos esperam ardentemente. Há que aguardar, pacientemente, pelos jogos que se avizinham, estando com muita expectativa em relação às novas aquisições: Ramires e Javi García, por exemplo.

Acredito que o plantel, na globalidade, tem qualidade para voar alto, na companhia da águia Vitória, e também confio na maior competência e sensibilidade da equipa técnica. Não entro em euforias, existem situações específicas com as quais não concordo, mas quero crer que se tratam de meros detalhes e conto sonhar com uma época 2009/10 recheada de imensas alegrias.

2 comentários:

Puskas disse...

Admiro a tua capacidade de manter os pés bem assentes na terra e não cometeres o erro da generalidade dos benfiquistas de pensar que este ano esta tudo a correr bem e que o titulo já não nós pode falhar.

Foi bonito ver a Luz quase cheia, e como dizes, é pena que as pessoas já não vão ao futebol para gritar e puxar pela equipa como antes. Mas eu acho (tenho a certeza) que, se a equipa, puxar pelos adeptos ao longo da época, vamos ter ambientes magníficos como aqueles que tínhamos na velha Luz.

Abraço

J G disse...

gostei dos dois dedos de conversa.
abraço, ricardo.